quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

ajudante





aqui tratam-se pessoas, não imagens
vai-me dizendo a mulher de cabelo vermelho, enquanto desliza o dedo pelo rato, percorrendo com o olhar o exame, no ecrã do monitor
pelo que aqui vejo, não seria possível ter melhorado. e os tratamentos que me diz que fez, nunca seriam suficientes para que não sentisse dores. mas como lhe disse, não são as imagens que eu trato...
enquanto fala, os meus olhos pousam nela, ajudante do construtor de almas, e confio. ao nascer, fui aparelhada, como diz o poeta, com muita confiança 









Sem comentários:

Enviar um comentário