sexta-feira, 27 de março de 2020

Vou ficar rija (corona12)






Hoje para vos contar tenho que a sport tv+ tem, às 9 horas, um rapaz bem apessoado a orientar 40 minutos de exercício físico para se fazer na sala ou no quarto.
Abri a porta da varanda, com o solinho a entrar e fiz 10 minutos. Quase morri. Fiquei com as pernas a tremer.
Amanhã vou fazer 15 minutos.
Experimentai.
Ficaremos rijas, ou mortas, que é mais ou menos a mesma coisa.










quinta-feira, 26 de março de 2020

#ficaemcasa (corona 11)









#ficaemcasa
Quase que não andam pessoas na rua.
Vais à janela e pensas que não terá mal ires dar um passeio. Aliás, talvez nunca tenha sido tão seguro. Tens razão.
Mas servirás de exemplo e o teu direito será o direito de dezenas dos teus vizinhos e de centenas dos moradores do teu bairro e de milhares das pessoas da tua cidade e dos milhões de habitantes do teu país. E do mundo inteiro.
#ficaemcasa não cries um precedente. Ajuda a ajudar. Ajuda a ajudar-te. Ajuda quem permite que fiquemos em casa. Ajuda quem arriscará a vida para te ajudar quando ficares infectado.
Sê um exemplo de colaboração, de solidariedade, de gratidão.
#ficaemcasa

Hoje não tive tempo para mais 







quarta-feira, 25 de março de 2020

e tu ana, o que fazes no final do dia desta coronassaga?








pois faço lavagem de dinheiro. pego nas notas e nas moedas, borrifo-as com álcool, e deixo-as secar. 
aviso já que tingem. 







contabilidade (corona10)








o rapaz mais velho foi despedido e está em casa há 9 dias (graçadeus). o rapaz do meio está em casa há 14 dias, e, pelo que me parece não tem aulas por video-conferência - é tudo artistas por lá. o rapaz mais novo está em casa há para aí 16 dias com aulas por video-conferência e cheio de trabalhos para a faculdade. eu, não saio de casa há 6 ou 7 dias e vou tele-trabalhando e quase sem encomendas.
o que nos tem ajudado muito é o tik tok. conhecem o tik tok?







terça-feira, 24 de março de 2020

Viagem (corona9)












Apareceu outra vez o Ancião e sentou-se entre nós.
Foi dito :
Foi feito, e tem sido feito neste processo que vivemos, uma homenagem à ancestralidade. Não esquecer o sagrado feminino, a maternidade, a confecção do pão, a lentidão dos gestos, a culinária sagrada, o acolhimento.
Anciãos - os anciãos por tantas gerações desvalorizados, renegados, desconsiderados. Estais agora a protegê-los, a cuidar deles. Finalmente!
Agora, nas horas vazias cuidais também das vossas plantas, dos vossos pequenos pedaços de terra.
Disse o gnomo:
A festa agora é em casa. A alegria é também interior. Festejem com os vossos e festejem com os outros. Falai. A palavra cura. Repartam o pão. Manifestem-se. Manifestem também a vossa criança interior.
É hora de treinar a telepatia.
Usai na pele as vossas pedras verdes e âncorai na vossa essência.
Mandem as pessoas recolherem se. É hora de ver o outro com o coração, transcender o espaço . Um é o todo e todos somos um.
De vós para o mundo e o mundo em vós.







segunda-feira, 23 de março de 2020

coronapar (corona8)







nunca caminhei com ele, nunca ouvi a sua voz, nunca toquei na mão dele, nunca respirei o mesmo ar, nunca, sequer, pousei o meu olhar no dele. no entanto, acompanhamo-nos há uma mão cheia de anos. acho que somos o coronapar. 

da série 'há posts que mais valia nem serem postados'













domingo, 22 de março de 2020

liberdades (corona7)










dizem que estão a deixar morrer os idosos, para socorrer os novos
comenta, assustada, a mulher de 87 anos
não ligues. isso é para os idosos, não é para nós
responde a mulher de 81 anos, fazendo das tripas coração, da tristeza fazendo sentido de humor

devia passar-lhes um camião carregado de entulho por cima
penso eu, que deixei um comentário de revolta no jornal e que não foi publicado.
é verdade, eu sei. mas tem que ser apregoada? até que ponto compensa desmoralizar uma faixa etária já naturalmente mais frágil?

enquanto isso, na marginal as pessoas passeiam-se, aos magotes, como se fosse um dia normal de primavera, colocando todos em risco, não só os idosos.

isto são as liberdades, não a Liberdade















sábado, 21 de março de 2020

... (corona6)






Não me lembro de o azeite quente com cebola e alho ter um aroma tão bom, tão a paz, tão a conforto, tão a união, tão a família.
O rapaz faz um molho de tomate para guarnecer uma massa para pizza que eu fiz. Junta-lhe oregãos e jalapeños. Eu tomo um resto de um Murganheira bruto que sobrou do aniversário do meu pai.
Se deus permitir que ultrapassemos todos esta crise com saúde, darei por bem empregue a quarentena.






sexta-feira, 20 de março de 2020

do dia (corona5)






os pardais e os melros continuam a vir comer à varanda e continuam a ter comida
...
uma mulher e uma criança passeiam-se em pijama e roupão cor-de-rosa no relvado da alameda a meio da tarde
...
quem disse que se aproveitava estes dias para descansar. quem foi?
...
desde que resolvi não sair de casa, tenho saído todos os dias





quinta-feira, 19 de março de 2020

das futilidades (algumas) da quarentena (corona4)








o que me ocorreu quase quase de imediato
só torno a usar soutien quando isto acabar....
e como não frequento cabeleireiro nem esteticista por me enervar o tempo gasto nessas lides, vou fazendo-as eu. tásse bem.

(além de perder o tino aos dias, estou a perder o tino às horas, e, como podeis ver, estou a perder o tino ao tino, também)

(e isto ainda só agora está a começar)