segunda-feira, 8 de maio de 2017

a cor da vida




















hoje fiquei presa logo de manhã nesta imagem. esta criança foi salva das mãos do boko haram, na floresta de sambisa, na nigéria. o grupo terrorista rapta diariamente crianças que usa como escravas sexuais, são trocadas por mercadorias ou embriagadas para cometerem atentados suicidas. sobretudo as meninas, só nos primeiros três meses deste ano, morreram 27 meninas fazendo-se explodir em atentados.

mas fiquei presa na fotografia pela fragilidade da criança, pela ternura dos pés calejados da provável mãe em que ela se senta, mas confesso, que são sobretudo os desenhos e as cores dos tecidos que fazem de vestes nos países mais miseráveis do mundo, que me fascinam. a disponibilidade de espírito para colorir o detalhe, numa vida sombria. que cor teríamos nós, se tivéssemos a mesma intensidade de esperança...

a foto é de Afolabi Sotunde da Reuters














6 comentários:

  1. Uma imagem ternurents qa e colorida que chama a atenção. Há imagens que falam ana :)

    ResponderEliminar
  2. E queixamo-nos tantas vezes de barriga cheia, ana. Eu queixo-me, mas, é certo, muitas vezes, também agradeço o conforto de que posso usufruir.
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vivemos num cantinho do céu, deep :)
      Bom dia!

      Eliminar
  3. Sim, as cores impressionam em África, iluminam uma realidade sombria, na maior parte das vezes sombras escondidas nos sorrisos que quase sempre trazem no rosto. Pelas meninas, por todas estas meninas devemos lutar, não podemos calar-nos!

    ResponderEliminar