quarta-feira, 23 de novembro de 2016

nem sei










pouso as mão na cabeça, e peço 'senhor ajuda-me com tudo o que tenho para fazer. por favor estica as horas, prometo que não olho para o relógio enquanto fazes o milagre'. no mesmo instante, vem-me ao pensamento, 'que se dane, é só trabalho, fazes o que puderes'. 
eu sei que tenho, não uma, nem duas, mas várias dentro da minha cabeça. só isso justifica os diálogos, os colóquios, as tertúlias, a capacidade de passar horas sentada em silêncio, por fora, claro, que por dentro está cada vez mais difícil de calar.

o dia está azul por todos os lados.












8 comentários:

  1. obrigada, Susana. na verdade não regulo muito bem, mas vou disfarçando.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É geral :)
      Ou talvez não.

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Um dia azul e várias vozes dentro da nossa cabeça para discutir cada uma das tonalidades do azul. O que se pode querer mais? :)

    ResponderEliminar
  3. seria muito bom se fosse gera, conta corrente, a normalidade dá-nos uma espécie de segurança...
    bom dia :)

    ResponderEliminar
  4. algum consenso, Cuca, seria bom... :)

    ResponderEliminar
  5. captaste o fenómeno como nunca :) o das várias vozes, gostava de as ouvir de manhã quando desligo o alarme do telemóvel e adormeço

    ResponderEliminar
  6. presta atenção, vais começar a ouvir a minha, Hury :)

    ResponderEliminar