sexta-feira, 5 de agosto de 2016

dele





















entra em casa e logo à entrada sente o mar todo lá dentro. arrepia-se. descalça as sandálias, percorre a casa devagar e vai aninhar-se no sofá, onde sente a brisa roçar-lhe a pele. fica quieta e respira profundamente. lembra-se do peixe sufocando na bancada da peixaria perante o olhar orgulhoso da empregada. também ela respira mar, também ela sufoca longe dele. 
e dele.












4 comentários:

  1. é a primeira coisa que como nos peixes, os olhos, nã suporto que me olhem do outro lado...

    ResponderEliminar
  2. tu tens obsessões...olhos.. credo... :)

    ResponderEliminar