quinta-feira, 28 de junho de 2018

centelha







olhara com desprezo para a mulher que considerava fraca
tu tens uma força....
dissera-lhe ela com os olhos cheios de lágrimas
mantens a calma, sabes o que fazer, acalmas os outros também...
ora...
respondera-lhe a outra
é a única coisa a fazer. não vamos entrar todos em desespero
e calava-se, e sorria, a tal mulher que a outra considerava forte

mas enganara-se. forte é quem mostra a sua fragilidade, a sua vulnerabilidade, o seu sentimento, quem coloca o seu lado de dentro, de fora. a mulher que a outra considerava forte, implodiu, o corpo desmoronou. agora procura um qualquer sinal que a faça lembrar de si, uma ponta de uma corda qualquer a que se agarre, talvez uma centelha divina. parece que uma centelha é coisa pequenina que salva.










8 comentários:

  1. Ainda bem que continua a escrever... nem imagina o bem que me faz. Quando estou com o coração embrulhado venho sempre aqui e deixo-me ficar.

    Obrigada. <3

    ResponderEliminar
  2. Uns mais fortes, outros mais frágeis, é verdade que a dose pode não estar equilibrada, mas se não experimentarmos dos dois, seremos pessoas mais pobres...
    ~CC~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e poderemos ser tudo num só, ou temos que aprender a viver mancos?
      beijo, CC

      Eliminar
  3. Acho que vivemos sempre mancos, umas vezes com mais certezas outras menos...é esta a nossa caminhada ;)
    Tarde bonita, desistir, NUNCA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é verdade, Perséfone. muito obrigada.

      Eliminar
  4. centelha também pode ser uma avalanche de electrões :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. essa definição é a minha preferida :)

      Eliminar