segunda-feira, 6 de novembro de 2017

já fui









enquanto comento com o homem em frente a mim que é fácil sentirmo-nos gratos pelas coisas boas que nos acontecem, e que nunca nos lembramos de agradecer o que de aparentemente mau nos chega, porque o que nos parece mau, tem um motivo, nem que seja dar-nos um empurrão para mudarmos, para largarmos uma situação à qual nos acomodámos, ou aprender a tolerância, a paciência, a humildade, a aceitação e por aí fora. e que ao criarmos uma energia de gratidão, tornamo-nos receptivos à prosperidade. ora enquanto dizia eu estas coisas ao homem que me olhava com um ar desconfiado, uma parte de mim sussurrava-me 'já foste. vais já ver o que te vai acontecer para perceberes que não tens as regalias do frei tomás'.









2 comentários:

  1. Pode ser que não Ana, acreditar é sempre uma hipótese a considerar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. normalmente, é o que acontece, Maria :)

      Eliminar