segunda-feira, 31 de julho de 2017

contágio










não tinha que ser assim, mas foi. e conto-lhe porque pago-lhe para me ouvir. nem precisa de dizer grande coisa. ouça-me, para que eu me ouça.
mas como lhe dizia, não tinha que ser assim, mas foi. reconheço que permiti que assim fosse, permiti tudo. confiei, sabe? pergunta-me em que é que confiei? olhe, sei lá. sei que coloquei o meu coração na ponta dos dedos, nem lhe vou dizer durante quantos dias, até tenho vergonha. agora ele? desapareceu. puff! sem mais, sem aviso, sem porquê. eu? nã... eu fico quieta no meu lugar. encho-lhe os ouvidos a si. o que sinto? ah...a confiança, sabe... acho que se foi, fiquei com um muro no olhar e pedaços de gelo nas mãos. até o corpo desafinou. parece-me que foi o que em mim ficou dele, a desconfiança, aquela que se prolonga, que contagia o que rodeia. mas tenho pena, muita pena. é muito feio tornar-me nisto por causa daquilo, mas é fácil de disfarçar.
















20 comentários:

  1. a vida ensina-nos a amar quem nos quer bem.

    posso espancar o tipo? beijar-te o rosto depois e talvez cantar how far i'll go para ti? sorris para mim? sim? ah sim e talvez deva dizer que canto mal, vais sorrir e implorar para eu parar, já sei. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São apenas histórias, menina bonita :)
      Canta, canta...

      Eliminar
  2. Respostas
    1. sim, é uma forma de ver.
      tem um bom dia, Teresa

      Eliminar
  3. ...quando chegar o Carnaval vestes outro disfarce[risos]
    Beijo de dia bom

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na Páscoa de coelho e no Natal de rena :)
      Bom dia Goti :)

      Eliminar
  4. esse nã, apesar de tudo, ainda é meu :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pouco, mas nos afogamentos, dizem que nã se deve mexer muito :)

      Eliminar
    2. bóia. pode ser que vás dar à costa...

      Eliminar
    3. ossos pesados... parecem feitos de chumbo :)

      Eliminar
    4. as baleias também são pesadas.

      Eliminar
    5. das baleias... a minha tá cheia de areia

      Eliminar
    6. não tens salvação. algum peixe que te empreste guelras, senão afundas-te.

      Eliminar
    7. estão contra mim desde que souberam que adoro olhos de peixe... se a areia sair, sou capaz de me safar

      Eliminar
    8. eu também não gostaria de ti se fosse peixe. põe os ouvidos à feição da corrente. pode ser que se te esvaziem...

      Eliminar
    9. boa ideia... se nã és tu, nem sei de mim

      Eliminar
    10. se não és tu, não sei de mim

      Eliminar