segunda-feira, 19 de junho de 2017

a trovoada faz mal aos tolos








laura, a funcionária que todos os dias antecipa o que quero tomar a meio da manhã, comenta que a trovoada faz mal aos tolos, enquanto me olha de lado. ela não costuma aturar os meus humores, mas está certamente habituada a sentir quem se senta. 
todo o fim-de-semana evitei os noticiários, e tudo o que li foram as pequenas notificações dos jornais que me bombardeiam o lado direito do computador, mas esta manhã tive que mergulhar na tragédia, na exploração do imediatismo, na violação do direito à privacidade de quem sofre, na exploração dos desorientados que tudo perderam, na espera abútrea por mais mortes, por mais cabeçalhos.











8 comentários:

  1. Para que possamos ajudar, temos que ter conhecimento qb - Também acho um exagero o modo como massacram os já massacrados pela vida e mau governo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. qb é o limite, noname. exploração mediática é outra coisa.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. tristeza é o sentimento que resume tudo, Laura.

      Eliminar
  3. E agora com a ajuda dos drones...nada escapa!
    ~CC~

    ResponderEliminar
  4. Choca-me toda a exploração que se faz da dor alheia, choca-me a sede de desgraça de privados e da comunicação social. Vi notícias, porque elas nos entram pelos olhos e pelos ouvidos, mas saber pormenores e comentá-los ou publicar imagens não soluciona o problema nem ameniza a dor daqueles que vivem a tragédia no terreno. Não é por silenciarmos que, ao contrário do que alguns, sobretudo os arautos da desgraça, pensam somos menos sensíveis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a exploração continua, com os funerais, os regressos a casa, a dor. Não há limites.
      Beijo, deep

      Eliminar