quarta-feira, 3 de maio de 2017

sonho



























a pele dele ardia e deixava adivinhar sob a cinza, um corpo novo. a mulher cobria-lhe a ferida com folha fresca de tabaco e um pano negro por cima. enquanto lhe cantava baixinho palavras que nenhum dos dois entendia, explicava-lhe que a folha purifica e o tecido preto absorve. ele, aceitando, continuou imóvel. ela dançou à sua volta, ao som dos tambores que os anciãos tocavam.













15 comentários:

  1. então o segredo está numa folha, num pano preto, e algumas palavras, é ana bonita? eu precisava de algo assim para curar este meu coração. :)

    deixo-te um beijo nesse teu coração, ana bonita. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo o que eu disser pode virar-se contra mim, menina bonita, mas arrisco a dizer que os males de coração podem atenuar com amor por nós mesmas :)

      Obrigada, menina menina :) beijo o teu coração

      Eliminar
    2. posso fazer-me assim de muito pequenina, agarrar-me à tua perna e perguntar-te como se faz isso, posso? ensinas-me, ana bonita? :)

      Eliminar
    3. podes. e eu vou-te falar do teu corpo que te permite viver, da tua pele que te permite sentir o vento morno, a chuva, o sol, o perfume das flores. vou-te falar da capacidade de cresceres com o bom e com o mau e de ajudares os outros a crescerem também. vou-te falar das coisas que sabes sem saberes como e das que vês sem ser com os olhos. vou-te falar do amor e da tristeza e da alegria e das oportunidades e de que nada é para sempre mas que tudo é todo e se a vida nos foi dada temos que estar gratos e muito gratos e tratar muito bem dela porque a nossa forma de mostrar gratidão e de rezar deve ser pela alegria e pela transformação.
      e então tu ias te maravilhar com a maravilha que é ser quem tu és e ias encher-te de coisas lindas e boas e mimos teus para ti mesma :)
      (eu sei que faltam aí muitas virgulas)
      vem aí uma chuva de meninas estrelas. vou-me lembrar de ti :)

      Eliminar
  2. oh que linda que tu és, ana. o meu pequeno coração tropeçou num sorriso, sabes? obrigada. :)

    gosto de ti, minha pequinina paixão. :)

    beijo-te a testa, ana bonita. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beijo-te os dedos, menina bonita. Cuida bem de ti, e, quando eu estiver triste, lembra-me das coisas que eu te digo.

      Eliminar
  3. e, quando estiveres triste, vou colocar um ramo de palavras à chuva para te oferecer, e no teu peito, elas terão um palco para dançar.

    eu estou aqui. contigo. mesmo quando não sei existir em palavras.

    ResponderEliminar
  4. Não sei se há muitos homens que merecem todo esse cuidado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui fala-se de amor, Ana, do amor água :)

      Eliminar
  5. Esqueci-me do que é esse Ana... Vivi o Amor fogo que acho que consumiu tudo o que tinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ao consumir, das cinzas, renasce novo, qual uma fénix :)
      vais ver :)

      Eliminar
    2. E nasceu... Um filho lindo! Mas que inerentemente me lembra constantemente desse amor consumido. E consumado.

      Eliminar