segunda-feira, 20 de março de 2017

ervilhas








quando o homem que não gostava de ervilhas casou, foi almoçar pela primeira vez a casa da sogra. a simpática senhora apresentou ao homem que não gostava de ervilhas, um prato com arroz de ervilhas, perguntando-lhe, entre delicadezas, se gostava. ora o homem, cerimonioso, respondeu que sim à amável senhora, e no resto do tempo que durou o casamento, e ainda dura, passou a comer do que não gostava, ervilhas.











8 comentários:

ZMB disse...

Ora, acontece que o homem que não gostava de ervilhas também não gostava de leite. Mas passou a bebê-lo todas as manhãs quando a mulher lho passou a trazer à cama como pequeno-almoço acompanhado de uma torradinha...
e esta, hein?
:)

ana disse...

catastrófico, XLA, quando o homem que não gostava de ervilhas conheceu a mulher que matava o bicho logo pela manhã e todas as semanas comia salsichas com choucroute, deu o grito de ipiranga e mudou de vida...

:)

ZMB disse...

XLA, Ué?!, será que estou desfasado de uma casa para a esquerda?
Terei de alterar o cartão do cidadão e desfasar o meu nome de zulmiro maria belo para ximenes laurindo ameixa?
Pelo sim pelo não, vou já comprar verniz para adormecer, dia sim dia não, o bicho, mas deixa só frisar:
Biba os pequenos-almoços catastróficos!
:)

ana disse...

Para a direita não dava e ximenes é bem bonito :)

Gaja Maria disse...

É difícil dizer que não às sogras :)))

ana disse...

pois, Maria, por não ter dito não, o desgraçado comeu ervilhas o resto da vida, e, pelos vistos, leite com torradinhas :)
é bem melhor para a saúde dizer o que se sente :)

Maria Eu disse...

Mas vingou-se com os gases causados pelas ervilhas! :p

ana disse...

a vingança do chinês, MariaTu :)