domingo, 5 de março de 2017

ao domingo tomo chá de hortelã





















às vezes penso, por algumas coisas que ele lê, que ele quer chegar mais fundo dentro de mim. mas depois, ele escreve poemas de amor sobre outra e eu fico aqui com os folhetos do lidl do meu lado esquerdo enquanto tomo chá de hortelã, porque hoje é domingo, pois nos outros dias da semana como papas de aveia.

os olhos dele lêem palavras nos livros que eu já li mas que não vi. então, deve ser por essas coisas que ele faz a minha vida maior, quando dentro do que vivo, ele descobre para mim o que não vejo. acho que também é uma forma de amor, tornar a vida de alguém maior dentro do tempo que lhe é dado, uma completude de alma, ou então sou eu a preencher o meu domingo com os sonhos que não consigo sonhar de noite, por muita força que faça.

depois, ele levanta-se, maldiz o dia de chuva e vai procurar pedaços de azul de sol no meio do seu amor ausente.
eu levanto-me, agradeço a chuva e vou alquimiar o que me é concedido.

é ao domingo de manhã que me deito com ele e ele me lê poemas e prosas que parecem poemas, porque tudo o que vem dele parece poesia.
também é ao domingo que ele está sem estar. é por isso que domingo é o dia de deus, porque é o dia em que tudo é magia - o amor, a ausência, a refeição, a mãe, os filhos, as partidas, as permanências, ele, e com ele os pardais, como ele, a inquietude das aves, que não têm parança.











10 comentários:

  1. ao domingo pode-se dormir até mais tarde :)

    bonito e bonita :)

    beijinho

    ResponderEliminar
  2. e, sem dúvida, o melhor do domingo :)

    beijinhos, vizinha :)

    ResponderEliminar
  3. Ao domingo podemos sonhar os melhores dias da semana. Algum deles deverá trazer o poema certo. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O poema certo...que bom que é, Luisa :)

      Eliminar
  4. ao domingo almoço o pequeno almoço :)
    tás apaixonada, ou é impressão?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou com mais imaginação, que é mais ou menos a mesma coisa, Hury :)

      Eliminar
  5. fica com os folhetos do lidl. ao menos esses são eternos. :P

    ResponderEliminar
  6. por isso tomam o pequeno-almoço comigo :)

    ResponderEliminar
  7. como diz o M M-T, gostei para lá de tanto, xiça.

    o que andas a ler, Ana?

    ResponderEliminar
  8. obrigada, Laura :)

    olha, ando a ler os folhetos do lidl, as facturas da água e da electricidade, a revista da ordem dos bardos e druidas, afrodite, psicologia e espiritualidade, o portal das finanças, um sopro de vida, a cidade da alegria, o fio das missangas, o aleph, tarot terapêutico, o catálogo da redoute e o problema espinosa. e depois há os blogues...

    ResponderEliminar