terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Hury, chove



















só quando sinto a água entrar nos bolsos da parka, resolvo voltar para o carro.
chove. finalmente chove.
é junto à praia que a chuva me apanha, e eu abrando o passo, levanto o rosto, abro a boca e exponho a língua à água que cai do céu, e bebo-a. tenho as calças coladas às pernas e o rosto encharcado, os olhos vertem lágrimas doces e eu rio e agradeço aquele momento.
nada me lava como a água da chuva, nada me sacia tanto a sede, nada me alivia tanto o peso da vida, nada me apazigua tanto comigo mesma, nada me loucura tanto. ando, como se fosse invisível, faço-me una com os elementos.
parecerei louca, não me importo.
chove água mansa.












12 comentários:

  1. É tão bom andar à chuva :)

    Uma noite feliz, ana :)

    ResponderEliminar
  2. sabes, uma vez de madrugada, começou a chover torrencialmente, e eu de pijama, saí de casa só para sentir a chuva. fiquei toda molhada, com a roupa colada ao corpo. a sensação de liberdade que me dá é única. lava-me o corpo e a alma. também eu preciso de chuva na minha vida. :)

    deixo-te um beijo no coração, Ana bonita. :)

    ResponderEliminar
  3. é tão bom andar à chuva à beira-mar, Miss :)
    tem um serão bonito.

    ResponderEliminar
  4. é isso mesmo, menina bonita, lava o corpo e alma. é o melhor banho de descarrego que há :)

    deixo-te um beijo na testa :)

    ResponderEliminar
  5. Há quem se molhe e quem dê chuva de beber à alma... É mais uma daquelas coisas " o mundo divide-se em:" está visto onde choves aqui, ana... ;)

    ResponderEliminar
  6. Sabes hoje quando chovia pensei: que bom era tirar o fato e a gravata, agarrar toda a chova e a seguir saltar nas poças. Depois um tipo chato dentro de mim disse para eu ir trabalhar...

    ResponderEliminar
  7. há dias em que sou chuva, Olvido, outros em que sou sol :)
    tem uma noite boa.

    ResponderEliminar
  8. sabes, conta corrente, há sempre alguém, assim, parado em frente ao mar, com as mãos nos bolsos. apetece-me pegar-lhes na mão e dizer-lhes para virem apanhar conchas comigo. depois uma tipa preconceituosa dentro de mim manda-me estar calada.

    :)

    ResponderEliminar