sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

semáforos











o dia passou e eu pouco me lembro dele, do dia, entenda-se. a caminho do homeopata fotografo semáforos vermelhos, para que te rias. o que eu faria para que te risses.
diz-me o doutor que arranje quatro amantes e fala-me dos benefícios das endorfinas e os processos que podem conduzir a que elas se libertem.

hoje o mar não tinha nem uma onda. uma que fosse. estava prateado e o sol descia perto do horizonte, indefinido. os dois elementos confundiam-se, a água e o ar. esse é o semáforo que me permite continuar, e não o fotografei. 

está tudo tão longe.











12 comentários:

  1. que se passa com o tempo? ninguém tem tempo para amar?

    ResponderEliminar
  2. talvez. não percebo nada de electricidade...

    ResponderEliminar
  3. estive a pensar e talvez precise de cinco... amantes... uma para as contraturas, outra para me cortar o cabelo, outra para tomar o pequeno almoço na cama, uma para ouvir-me contar histórias e ainda outra para aquecer os pés... dela... que os meus nã preciso.

    ResponderEliminar
  4. não te esqueças dos suplementos de vitaminas.

    ResponderEliminar
  5. uma vez que tens os pés quentes, duplica a receita e chega.

    ResponderEliminar